Conheça as normas para armazenamento seguro de produtos alimentícios

Blog 0000s 0001 2

Na indústria alimentícia, todo o cuidado é necessário em qualquer etapa de produção. Garantir a higiene e a conservação correta é fundamental para que os alimentos estejam de acordo com o padrão de qualidade desejado e sejam adequados para o consumo. 

O armazenamento seguro é um dos pontos cruciais nesse aspecto e deve ser realizado em conformidade com as normas do segmento. Acompanhe o texto e saiba mais sobre isso!

As regras para o armazenamento seguro no segmento alimentício

A forma como os ingredientes e os produtos finais são armazenados varia de acordo com o produto e as normas específicas para cada categoria de alimento, mas existem orientações gerais. 

A Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) recomenda as seguintes boas práticas::

  • Para matérias-primas e produtos acabados
    O armazenamento deve proteger a integridade e a qualidade dos itens, segundo as diretrizes respectivas para cada produto, impedindo a contaminação e/ou a proliferação de microrganismos e protegendo contra danos ao recipiente ou sua embalagem. 

Devem ser feitas inspeções sistemáticas e regulares dos itens finalizados, garantindo que apenas artigos próprios para o consumo humano sejam enviados para comercialização. 

  • Armazenamento de congelados
    Devem ser armazenados em temperatura igual ou inferior a 0°C. O congelamento impede que a maior parte da água presente no alimento seja aproveitada pelos microrganismos, inibindo a sua atividade. Ela ainda pode ocorrer, porém muito lentamente.

  • Armazenamento de refrigerados
    A refrigeração é considerada um meio de conservação breve. A maior parte dos alimentos alteráveis pode ser mantida refrigerada por tempo limitado, em temperatura um pouco acima do ponto de congelamento, geralmente, entre 0 C° e 10 C°, também de acordo com as recomendações para cada item.

  • Armazenamento em temperatura ambiente
    Produtos que não precisam de condições especiais devem ser mantidos segundo as orientações próprias para o seu segmento. 

Todas as indústrias do segmento devem seguir à risca as normativas relacionadas a condições sanitárias, manipulação, processamento e armazenamento dos alimentos. Caso não estejam adequadas, podem sofrer multas e penalidades e perder espaço no mercado. 

Algumas normas são: 

  • FSSC 22.000 (Food Safety System Certification, ou seja, Certificação de Sistema de Segurança Alimentar), que tem o objetivo de assegurar a qualidade na produção e distribuição, evitando riscos em todos os processos da indústria;
  • ISO 2200, que diz respeito à gestão de segurança de alimentos, exigindo requisitos que evitando riscos em toda a cadeia de produção;
  • Portaria nº 326 da Secretaria de Vigilância Sanitária, associada ao transporte de cargas alimentícias. Ela estabelece que os itens utilizados para carregar os produtos devem ser feitos em materiais que garantam a preservação adequada e permitam a limpeza com facilidade, evitando contaminações.

Contentores bins: veja como eles são aliados do armazenamento seguro

Feitos em plástico rotomoldado, os nossos contentores bins são perfeitos para o uso com alimentos. Eles estão adequados às normas, como as regulamentações da Anvisa, da HACCP, da FDA e da BFP. Permitem o contato com os produtos de forma segura e proporcionam a desinfecção simplificada. 

Além disso, são leves, resistentes a impactos e mudanças de temperatura e fáceis de manusear, otimizando o dia a dia, garantindo operações mais simples e reduzindo acidentes de trabalho. Sem contar que oferecem vida útil longa, gerando um excelente custo-benefício.

A linha é vasta, com contentores de diversos tamanhos, capacidades e formatos. Conheça todas as opções e veja mais detalhes! 

O que você achou deste post?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
+ 55 (54) 999 597 996
 
+ 55 (54) 991 693 589
 
+ 55 (54) 991 914 126
×